• As tendências para 2023 no mercado de  Marketing de Influência são de muitas mudanças dentro das comunidades. 

    Prevemos que as comunidades desempenhem um papel essencial na comunicação da marca, uma comunicação bidireccional. 

    As marcas irão partilhar as suas ideias, próximos passos e anúncios com os seus mais fiéis amantes da marca, e obterão um feedback valioso dos fãs da marca.

    Com o novo ano chegando, as tendências para 2023 vão ficando cada vez mais claras. 

    E, apesar de não conseguirmos decretar com cem por cento de certeza, podemos apontar alguns segmentos do Marketing de Influência que deverão dar o tom do mercado no próximo ano.

    Neste post, falaremos sobre algumas tendências do Marketing de Influência para 2023 e o que podemos esperar.

    Confira!

    Um panorama das tendências 2023

    Tudo está se tornando mais complexo e o mercado do marketing sabe disso e como gerar valor para as marcas.

    Automatização, posicionamento, sustentabilidade, criatividade e demais pontos são as novas chaves para desvendar insights poderosos e captar a atenção do consumidor que recebe mais de 5.000 impressões nas redes sociais todos os dias.

    Entre as principais tendências que nós, da Samy, acreditamos serem fortes para o ano de 2023, o mercado está dando todos os sinais, através do comportamento humano.

    1. Sustentabilidade 

    Para além disto, a sustentabilidade é o novo normal. Os consumidores estão agora a levantar a sua voz, e as marcas não têm outra escolha senão começar a trazer valor e a alinhar objectivos, contribuindo genuinamente para o planeta. 

    Além disso, os marqueteiros esperam ver os seus orçamentos de marketing aumentar cerca de 10% e 25% sendo a Publicidade Digital e as Mídias Sociais as áreas com maiores investimentos.

    Há muito que as pessoas vêem como a sua influência sobre marcas e empresas aumenta. E o consumidor exige, cada vez mais, maior responsabilidade e compromisso para com a sociedade e o ambiente.

    Dados mostram que 62% da Geração Z estão mais inclinados à compra de marcas sustentáveis.

    E a Gen Z tem em consideração as posições éticas de empresas quando estas estão a comprar deles.

    2. Inteligência Artificial

    A inteligência artificial é a segunda tendência mais relevante para as marcas. 

    Não há dúvida que o último lançamento do Open AI Dall- E 2 tem sido um ponto de viragem para todos na indústria.

    Pois a forma como esta tecnologia pode gerar imagens criativas com base em instruções simples é simplesmente estonteante.

    A IA para a criatividade está ainda um pouco longe de ser o próximo movimento, mas algumas marcas podem testar esta tecnologia em 2023. 

    A utilização de IA para experiência e estratégia do cliente e consumidor aparecem como as principais aplicações para este ano. 

    A coleta de dados tem sido cada vez mais desafiante e difícil à medida que os consumidores se preocupam mais com a proteção da sua privacidade. 

    Assim, a adoção de uma estratégia orientada para os dados em 2023 torna-se um próximo passo crítico para se manter relevante.

    3. Indústria Gamer

    A indústria dos jogos está passando por novas tecnologias de ponta que os ajudam a criar experiências imersivas muito para além da consola tradicional. 

    É possível visualizar as marcas fazerem uma imersão mais profunda em 2023 na indústria do jogo. 

    Até agora, temos visto muitos exemplos de colocação de produtos que têm funcionado muito bem.

    Mas até 2023 veremos marcas a melhorar os jogos de vídeo existentes, integrando eventos e experiências, ou a oferecer objetos virtuais que os utilizadores podem utilizar no jogo.

    Muitos jogadores de futebol e personalidades envolvidas no mundo dos esportes na vida real, passaram a apostar nesse mercado do e-sports. 

    4. Demandas por posicionamento

    O ano de 2022, no Brasil, foi marcado por acontecimentos importantes, principalmente na área da política e dos esportes. 

    Sendo ano de eleições e Copa do Mundo, cada vez mais influenciadores, pressionados por seus públicos, se posicionaram a favor ou contra determinados ideais.

    Aqui, a tendência é que esse tipo de “modus operandi”, por assim dizer, continue e ganhe mais força, principalmente na internet. 

    A atual geração está cada vez mais engajada em causas sociais e exige um posicionamento claro de suas figuras de influência.

    5. Influenciadores como marcas

    Com públicos cada vez maiores, um crescente investimento por parte dos influencers em suas próprias marcas é uma aposta que deve ser ainda mais trabalhada em 2023.

    Só a nível de exemplo, o youtuber Marco Pasinatto, conhecido como Skorpion Gamer, foi o primeiro influenciador a possuir estande próprio na Brasil Game Show, a maior feira de games da América Latina.

    6. Aumento na segmentação

    É fato que número absoluto de seguidores não é garantia de resultados estratosféricos quando se trata de Marketing de Influência. 

    Dados como engajamento contam muito mais para acordos de publicidade e, nisso, muitos influenciadores com poucos seguidores conseguem se destacar.

    Por isso, o investimento em parcerias com criadores de conteúdo de nichos específicos pode ser uma das grandes sacadas para 2023. 

    Essa estratégia pode ser bem útil para uma melhor segmentação das campanhas, já que esses influencers conseguem conversar de maneira bem mais próxima com seu público.

    7. Expandir o alcance para além das redes sociais

    Influenciadores digitais não precisam, necessariamente, estarem limitados às próprias redes. 

    Uma boa empresa com uma campanha de marketing competente saberá quando levar este conteúdo aos próprios canais digitais, como sites e blogs, e-mails marketing e até eventos presenciais.

    Aqui, o segredo para o próximo ano é analisar as oportunidades para descobrir como aumentar os resultados na comunicação levando o trabalho dos influenciadores para além das redes sociais.

    8. Investimento em Live Commerce

    O famoso comércio ao vivo pelas redes sociais possui um diferencial bacana, já que une marketing de influência, entretenimento e vídeo. 

    Esse mercado cresceu bastante na pandemia, alcançando um valor de 500 bilhões de dólares, de acordo com uma matéria da Forbes.

    Por isso, as expectativas para 2023 são otimistas e um investimento nessa modalidade pode ser a chave para o sucesso financeiro da sua marca.

    Enfim, essas tendências do Marketing de Influência para 2023 podem te ajudar a planejar melhor as estratégias para o próximo ano. 

    E para te auxiliar nessa tarefa, você pode contatar nosso time especializado em marketing de influência e tirar todas as suas dúvidas para a implementação das abordagens citadas acima!

    E caso você seja um criador de conteúdo, pode também conectar-se com a nossa comunidade exclusiva de creators, e fazer parte do nosso time.

  • Com o mercado digital cada vez mais em alta, os influenciadores digitais são uma peça-chave nas estratégias das empresas que querem destacar-se no meio. 

    Com públicos-alvos bem definidos, esses influenciadores conseguem entregar resultados bastante positivos quando as campanhas certas são implementadas.

    Neste post, explicaremos o que são esses influenciadores digitais, como eles atuam e quais as estratégias utilizadas pelas empresas para converter essa parceria em sucesso para a marca.

    Confira!

    O que são influenciadores digitais?

    Como o nome pode antecipar, influenciadores digitais são pessoas que falam sobre os mais diversos assuntos (tecnologia, moda, cotidiano, games e até política) em suas redes sociais a fim de gerar engajamento para com o seu público.

    O objetivo principal dos influenciadores digitais é convencer seus seguidores sobre os assuntos que abordam nas publicações e, no caso de trabalhos publicitários, converter esse alcance em aumentos nos números de vendas dos determinados produtos e serviços das parcerias.

    Como os influenciadores digitais atuam?

    No geral, os influenciadores digitais atuam nas plataformas digitais, como Facebook, Instagram, Twitter, YouTube e até em blogs e sites específicos. 

    Contudo, as áreas de atuação desses profissionais, hoje, não são mais limitadas aos ambientes digitais.

    Nomes como Rafa Kalimann e Juliette Freire, ex-participantes do reality show da Globo, Big Brother Brasil, ganharam notoriedade no meio e expandiram seus trabalhos através de participações em programas de televisão, rádio e até como protagonistas na indústria musical. 

    Ou seja, os ambientes digitais ajudaram no impulsionamento das carreiras, mas não são fatores limitantes.

    A importância da parceria com influenciadores digitais pelas empresas

    Pelo o que foi dito até aqui, é provável que você já tenha compreendido qual é a maior importância dos influenciadores digitais para as estratégias de marketing das empresas dos mais diversos ramos.

    Por serem figuras próximas ao público consumidor das marcas, o que torna esses influencers tão essenciais é justamente a capacidade de persuasão e a visibilidade que essas figuras possuem. 

    Nomes como Casimiro Miguel, criador de conteúdo do meio esportivo, é perfeito para ser inserido na divulgação de produtos de marcas como Nike, Adidas, Puma, Umbro e tantas outras.

    As possibilidades de negócios ficam ainda maiores de acordo com o alcance que esses influenciadores possuem. 

    Recentemente, o próprio Casimiro, por exemplo, bateu recorde de visualizações no YouTube com a transmissão da Copa do Mundo, na qual alcançou cerca de 5,2 milhões de espectadores na partida entre Brasil x Coreia do Sul.

    No geral, bastam três motivos simples para levar uma empresa a contratar um influenciador digital para a sua estratégia de marketing. São eles:

    1. Amplo alcance

    Quanto mais seguidores um influencer tem, maior o seu alcance. 

    Evidentemente que as porcentagens variam de acordo com cada abordagem que os profissionais utilizam em suas redes, mas, no geral, os maiores alcances pertencem aos influencers com mais seguidores.

    Estatisticamente, quanto mais pessoas visualizam uma propaganda, maiores são as chances de comprarem o seu produto ou adquirirem o seu serviço. 

    Quem não é visto, não é lembrado, certo?

    2. Público segmentado

    A segmentação do público dos influenciadores também é um ponto positivo nas estratégias de marketing empresarial

    Como falado anteriormente, a maioria do público que acompanha o Casimiro é adepto dos esportes. 

    Por isso, marcas esportivas, através do influencer, poderão conversar de maneira mais direta com seus consumidores.

    3. Métricas de resultados claras

    Conhecer os números do influenciador em questão significa saber exatamente para quantas pessoas o seu produto ou serviço será anunciado. 

    Uma boa maneira de organizar esses dados é colocar os links em publicidades feitas através dos stories do Instagram, por exemplo, e poder medir com precisão quantos cliques eles tiveram.

    Enfim, investir em influenciadores digitais para alavancar as vendas de seus produtos e serviços pode ser uma boa estratégia para a sua empresa. 

    Para te ajudar com isso, você pode contatar nosso time especializado em marketing de influência e tirar todas as suas dúvidas para a implementação da abordagem!

    E caso você seja um criador de conteúdo, pode também conectar-se com a nossa comunidade exclusiva de creators, e fazer parte do nosso time.

  • Nos dias de hoje, se sua marca não está na internet, significa que ela não existe. Contudo, para além da presença, é necessário que ela permaneça relevante no cenário, ou correrá o risco de ser apenas mais uma. 

    É aqui que entra o Content Marketing: uma estratégia focada em engajar seu público-alvo e aumentar sua rede de clientes!

    Neste post, explicaremos sobre o que é o Content Marketing e quais são os benefícios de aderir a essa estratégia tão conhecida no marketing digital.

    Confira!

    Afinal, o que é Content Marketing?

    Content Marketing, também conhecido como Marketing de Conteúdo, nada mais é do que uma estratégia do marketing digital cujo foco é a criação e publicação de conteúdo relevante para pessoas ou públicos-alvos específicos.

    Essa abordagem consiste na produção de conteúdos que tragam benefícios para os leitores, seja tirando dúvidas, trazendo uma lista de curiosidades ou explicando o passo a passo para a resolução de um problema. 

    Ou seja, a venda do produto acaba sendo uma mera consequência do processo.

    Para compreendermos melhor, vamos imaginar um personagem chamado Pedro. 

    Pesquisando no Google sobre os melhores cortes para cabelo, Pedro encontra um site de um cabeleireiro com conteúdos sobre as tintas para cabelo com melhor custo-benefício e as vantagens de determinados tipos de cortes, além do que estava procurando.

    Por mais que nunca o tenha conhecido presencialmente, Pedro, quando quiser cortar o cabelo, pensará logo no cabeleireiro do site mencionado anteriormente. 

    Um bom Content Marketing faz exatamente isso: transforma os consumidores dos conteúdos em clientes!

    Benefícios do Content Marketing

    O Content Marketing é, sobretudo, um grande gerador de oportunidades para as empresas que estão dispostas a investir na estratégia. 

    Vários são os benefícios que o acompanham, mas podemos citar, principalmente, o aumento do tráfego orgânico nos sites, o crescimento nas taxas de conversão e a melhoria no relacionamento com os clientes.

    Falaremos sobre cada um deles a seguir:

    1. Aumento do tráfego orgânico

    Um conteúdo bem produzido, por serem úteis para os consumidores, conseguem alcançar um bom ranqueamento nos motores de busca como o Google. 

    Isso significa que a sua empresa estará nas primeiras posições quando um usuário pesquisar sobre um determinado termo ou assunto.

    Estar nas primeiras posições eleva as chances de cliques nos blogposts e, consequentemente, aumenta o tráfego orgânico do site.

    2. Aumento da taxa de conversão

    Como mencionado anteriormente, um bom conteúdo, além de ser útil para o consumidor, é persuasivo o suficiente para encorajá-lo a se tornar um cliente. 

    Ao virar referência nos assuntos propostos, o público logo irá atrelar o conhecimento à sua marca, lembrando-o na hora de fazer uma compra.

    Assim, os leads viram consumidores dos produtos, ou seja, temos um aumento na taxa de conversão.

    3. Melhoria do relacionamento com o cliente

    Esse benefício é o mais nítido quando se trata de marketing entre empresas, ou B2B, como é conhecido. 

    O Content Marketing permite uma maior aproximação entre os clientes, retendo-os e promovendo um aumento em sua base. 

    Como, normalmente, o relacionamento entre empresas é mais distante, essa vantagem é significativa.

    Enfim, investir em Content Marketing é investir numa estratégia segura e que proporciona retornos consideráveis. Por isso, não perca tempo. 

    Contate agora mesmo nosso time especializado em marketing de influência e saiba como implementar o Marketing de Conteúdo na sua empresa!

    E caso você seja um criador de conteúdo, conecte-se com a nossa comunidade exclusiva de creators, e faça parte do nosso time. 

  • Não é preciso ser usuário assíduo de redes sociais para ter se deparado com o termo “farofa da gkay” nos últimos dias, principalmente em redes sociais como o Twitter. 

    Contudo, apesar da expressão ser bem conhecida entre os consumidores de conteúdo de influencers e subcelebridades, ela pode ser motivo de confusão por grande parte da população.

    Por isso, neste post, vamos falar sobre o que é a Farofa da Gkay, explicar o porquê de ser um assunto tão comentado e como uma empresa pode lucrar com o marketing neste assunto.

    Confira!

    O que é a Farofa da Gkay: entenda o conceito

    Sendo realizada desde 2017, a Farofa da Gkay nada mais é do que a festa de comemoração do aniversário da influenciadora digital paraibana Gessica Kayane, conhecida popularmente como Gkay.

    O que muitos não sabem é que o título leva a palavra “farofa” porque, além de nomear a comida, ela é utilizada no nordeste para se referir a uma reunião de muitas pessoas, no qual cada integrante leva algo como contribuição. 

    O evento, que hoje conta até com uma line-up digna de festivais musicais, tornou-se famoso devido a presença de diversas celebridades e subcelebridades, dentre atores, atrizes, cantores e produtores de conteúdo.

    Gkay, que também é humorista, não costuma economizar com o evento. Segundo a própria, a edição deste ano teve um custo aproximado de R$8 milhões de reais, tendo ocorrido entre os dias 5 e 7 de dezembro em Fortaleza, no Ceará, e contando com a presença de mais de 500 personalidades famosas.

    O que é a Farofa da Gkay: por que é tão comentado?

    Eventos deste porte são, normalmente, pratos cheios para a geração de notícias em sites e blogs de fofoca e/ou que tratem sobre a vida dos influenciadores e subcelebridades. 

    A edição do ano passado, por exemplo, além de brigas e até tentativas de invasão por parte de fãs, contou com a reconciliação de Solange Almeida e Xand, dois ex-membros do grupo Aviões do Forró.

    Este ano, a Farofa não ficou isenta de acontecimentos geradores de cliques pela internet. O humorista Tirullipa, por exemplo, acabou sendo expulso do local da festa sob acusações de assédio. 

    Enquanto isso, na última noite da comemoração, a dona da festa apareceu com um vestido espelhado da coleção mais recente da JW Anderson, uma marca de grife.

    Como a Farofa da Gkay pode ser uma oportunidade para minha empresa?

    Do ponto de vista empresarial, a Farofa da Gkay pode ser um acontecimento bastante lucrativo para as marcas que estiverem dispostas a ter seu nome vinculado às celebrações anuais. 

    A Gessica Kayane, sozinha, possui 40 milhões de seguidores em todas as suas redes sociais, o que é já um número expressivo. 

    Agora, considere todos os famosos que estão presentes nas edições. O alcance publicitário ligado a esses nomes é gigantesco.

    Não à toa, a Farofa deste ano teve uma transmissão exclusiva dos shows através dos canais de comunicação da Globoplay e do Multishow, ambas propriedades do Grupo Globo. 

    Em outras palavras, além do alcance pela internet, as atrações da festa ganharam tempos na televisão, o que abre ainda mais espaço para a publicidade e promoção das marcas.

    Por isso, não perca mais tempo. Contate agora mesmo nosso time especializado em marketing de influência e conheça as melhores estratégias para a sua empresa!

    E se você é um criador de conteúdo, entre para a nossa comunidade exclusiva, onde os melhores creators se conectam e fazem parte do nosso time.

  • Videocast é um formato de comunicação que está ganhando cada vez mais espaço nas plataformas digitais, sobretudo pela sua forte influência do podcast.

    A principal vantagem desse tipo de conteúdo é a sua versatilidade: ele pode ser usado para apresentar um produto, contar uma história, fazer um tutorial ou até mesmo para entrevistar um especialista.

    No entanto, para criar um videocast de qualidade, é preciso seguir algumas práticas que levam a criação de bons conteúdos neste formato.

    Neste post, vamos falar sobre o conceito do videocast, suas diferenças entre o podcast e como produzir um bom videocast para a sua audiência.

    Confira!

    O que é videocast?

    Em meio à pandemia do coronavírus, o videocast atingiu o seu auge e se tornou um dos formatos de comunicação preferido das plataformas de streaming. 

    Com a quarentena, as pessoas passaram a buscar mais por conteúdos em vídeo, seja para se informarem, se divertirem ou se manterem conectadas.

    Mas afinal, o que é?

    O videocasting é um tipo de comunicação on-line que está crescendo em popularidade devido a seu formato visual atraente. 

    Um videocast normalmente envolve uma ou mais pessoas gravando a si mesmas falando sobre um determinado tópico, que é então transmitido ao vivo ou pré-gravado e compartilhado on-line. 

    Este tipo de conteúdo pode ser usado para uma variedade de propósitos, tais como fornecer conteúdo educacional, compartilhar notícias ou opiniões, ou simplesmente entreter os telespectadores. 

    O vídeo é uma ótima maneira de alcançar um grande público e se conectar com eles de uma forma mais pessoal do que a comunicação baseada somente em texto ou áudio.

    Profissionais de todos os nichos apostando em videocast

    Não há dúvidas do quanto o audiovisual cresceu em busca nos últimos anos. Hoje em dia, encontramos dezenas de milhares de influenciadores no Brasil e no mundo.

    Bem como, vemos profissionais da mídia e comunicação e o mercado do marketing de influência e digital aquecido pelos novos formatos de mídia.

    Pessoas famosas, artistas, profissionais da mídia, o formato de videocast funciona para todos. Pois se tornou um ótimo palco online para expressar de forma mais autêntica e com bastante interação com o espectador. 

    No mercado temos nomes como Thiago Nigro e o Primo Cast, Giovanna Ewbank e Fernanda Paes Leme com o Quem Pode, Pod, Bruno Perini e Malu Perini com Os Sócios e muitos outros.

    Todos esses são nomes renomados de variados nichos do mercado, que transformaram seus canais em verdadeiros meios para se comunicar por videocast.

    Por isso, o videocast também veio como uma forma de fazer com que as pessoas se sintam mais próximas de quem está assistindo e possam se identificar melhor com semelhanças e diferenças. 

    Qual a diferença entre videocast e podcast?

    Apesar de serem formatos de comunicação semelhantes, possuem várias diferenças. 

    A principal delas é que o podcast é um formato apenas em áudio e que normalmente as pessoas escutam em streamings como Spotify e Deezer.

    Outra coisa que difere entre videocast e o podcast é o budget que precisa ser investido neles. 

    O custo com a produção de um videocast é bem maior do que um podcast porque envolve além da produção de conteúdo em vídeo envolve um custo maior de armazenamento nas plataformas.

    Porém, apesar de serem diferentes, conseguem atingir públicos grandes. O videocast segue um “estilo” no qual, em outras palavras, pode ser entendido como a nova televisão, tal como redes sociais como o Tik Tok.

    Já o podcast é um formato que pessoas que não sentem ou não podem estar consumindo o conteúdo visualmente, preferem. Como no caso, também, de audiobooks, no qual os livros são lidos e você escuta como um “podcast”.

    O Youtube, sem dúvidas, se afirma mais uma vez, como uma das principais plataformas para transmissão de videocasts. 

    Por ser uma plataforma de audiovisual, desde sempre, passou a ser a mais acessada para o consumo de conteúdos como videocasts, logo, a principal aposta dos marketings de influenciadores e empresas.

    Por que investir em videocast

    Com a crescente dos podcasts desde 2017, no Brasil, os videocasts vieram como uma alternativa mais interativa, com seus recortes ou transmissões ao vivo em streamings. 

    A ideia de investir neste tipo de comunicação é para que a sua marca ou influência possa ter mais autoridade sobre determinados assuntos que você trabalha.

    Além disso, você consegue criar uma comunidade ao redor da sua marca e vender mais. 

    E aqui, o grande segredo é conversar com sua comunidade sobre um nicho que ela ama e não apenas sobre o seu produto.

    A comunicação em vídeo, portanto, vem ganhando cada vez mais espaço. As pessoas sentem a necessidade de saber de quem é a cara e voz dos que apresentam conteúdos. 

    Portanto, se você é influenciador digital ou possui alguma marca, invista neste formato. Ele certamente irá elevar seu patamar na hora de se comunicar e ganhar mais visibilidade para a sua marca.

    Para soluções de marketing de influenciadores, conte com nosso time especializado e entre para a nossa comunidade exclusiva.

  • A Black Friday 2022, sem dúvidas, será uma das mais marcantes da história da data, por coincidir com o maior evento futebolístico da história, a Copa do Mundo. 

    O mercado está mais aquecido do que nunca, e tamanha coincidência que traz à tona as diversas possibilidades e também adversidades que os CMOs e varejistas já estão tendo que lidar.

    Ainda assim, a Black Friday é uma das datas mais esperadas pelos consumidores brasileiros. 

    É a oportunidade perfeita para fazer aquelas compras que ficaram pendentes ao longo do ano ou ainda para presentear familiares e amigos. 

    Mais ainda, a data não costuma ser boa somente para quem compra, mas também para o varejo. 

    Afinal, é um dos períodos do ano em que as lojas conseguem atingir seus melhores resultados. 

    E para 2022, a expectativa é que a Black Friday supere as expectativas, graças ao Mundial de Futebol.

    Confira!

    Copa muda atenção do consumidor na Black Friday

    A Copa do Mundo sempre desperta muitas sensações e gatilhos nos consumidores, sobretudo o otimismo. 

    Em um cenário onde é comum as pessoas se reunirem para assistir aos jogos do mundial, o aumento da procura e venda de produtos, dos mais variados nichos, também aumenta, como de produtos em geral, alimentos, bebidas e televisões.

    Pensando nisso, os varejistas já estão preparados para o momento, visto que estamos a um mês da Black Friday e exatos 20 dias para o início da Copa do Mundo. 

    Aqui no Brasil, com as eleições presidenciais ocorrendo no próximo domingo (30), também ajudou a dispersar no consumidor o senso de “alerta” para as buscas de itens que desejam comprar.  

    Porém, os líderes de marketing estão otimistas. Os grupos que farão publicidade relacionado, de alguma forma, com a Black Friday, 76% concordam que o calendário lotado de eventos importantes trará impactos importantes, principalmente sobre a Black Friday. 

    Desse grupo, mais de 54% acredita que a junção das datas e eventos tratá maior destaque para a Black Friday em 2022 do que no ano passado. 

    Black Friday 2022 – Mudanças no consumidor

    Comportamento do consumidor com a junção dos eventos

    Mesmo com a alta taxa de endividamento dos brasileiros, ainda assim será possível ver um aumento do desejo de compra por determinados nichos de consumo. 

    Dados do Google mostram que as categorias mais procuradas são: TV, informática, eletrodomésticos, eletroportáteis, móveis e esportes. Tais buscas não são à toa, e falam exatamente sobre a época ser a mesma entre Black Friday e Copa do Mundo. 

    Black Friday 2022 e Copa do Mundo

    Black Friday e o foco no mobile

    A Black Friday 2022 será mais mobile do que nunca. 

    A estreia do Brasil, na Copa, na véspera da Black Friday leva a uma mudança no comportamento de busca e compra do consumidor, que estará navegando muito mais em seus dispositivos móveis, enquanto assistem aos jogos.

    Por isso, é extremamente importante preparar a melhor experiência de compra mobile para a Black Friday e visualizar, cada vez mais, um cenário onde os consumidores estarão muito mais presentes no mobile, também após os eventos.

    Com o impacto da Copa do Mundo na Black Friday 2022 é importante preparar o campo e estar atento a todos os movimentos. 

    O marketing de influenciadores, sem dúvidas, é uma das maiores apostas do momento, por justamente envolver um calendário recheado de datas importantes e muito marcantes para os brasileiros. 

    Prepare sua marca, sua influência, e conte com o nosso time de especialistas no assunto, para te ajudar a crescer em momentos de oportunidades. 

  • A Copa do Mundo é um dos maiores eventos globais, com capacidade de atingir uma audiência simultânea de bilhões de pessoas.

    Para o ano de 2022, a edição irá ocorrer no Qatar, e pela primeira vez, não será no meio do ano, devido aos aspectos climáticos do país, que mede altas temperaturas.

    Por isso, além da Copa de 2022 ser em Novembro, começando no dia 20, também irá lidar com questões desafiadoras, como a própria cultura do país anfitrião.

    Neste artigo, vamos conversar sobre o impacto global de uma Copa do Mundo e como o evento este ano irá funcionar no âmbito do marketing.

    Confira!

    Copa do Mundo Qatar 2022

    Ações de marketing na Copa do Mundo 2022

    Quando pensamos em Copa do Mundo, é unânime que é uma época de celebração, festas, marcas, e muita, mas muita gente envolvida.

    O Qatar sediará a Copa do Mundo em 2022 e, portanto, quaisquer ações de marketing precisarão levar em conta as sensibilidades culturais da região. 

    Além disso, a Copa do Mundo é sempre um evento muito esperado e, portanto, haverá uma competição significativa pela atenção de marcas e empresas. 

    Estamos muito perto do evento, e já podemos sentir as movimentações desde o início do ano. 

    Por isso, quaisquer ações de marketing precisarão ser altamente criativas e atraentes para que se destaquem. 

    Qualquer Copa se destaca até mesmo para quem não costuma acompanhar futebol. Logo, seu retorno e visibilidade são enormes, quando o assunto é trazer publicidade aliadas ao tema Copa.

    Porém, é crucial sempre lembrar que a Copa do Mundo não pode ser usada abertamente. Afinal, trata-se de uma propriedade intelectual inviolável, pertencente à FIFA.

    E o que isso quer dizer? O uso do nome está autorizado somente aos patrocinadores oficiais, que possuem exclusividade na hora de usar símbolos e referências diretas em campanhas. 

    Patrocinados oficiais Copa do Mundo 2022

    Fuja do marketing de emboscada

    Além dos patrocinadores oficiais, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também detém o direito de associar marcas à seleção brasileira e símbolos, usando marcas que possuem essa parceria. 

    Por isso, é completamente proibido fazer publicidade, campanhas de marketing, dentre outras ações, associadas ao nome da Copa, selos e símbolos, caso você não seja um dos patrocinadores.

    É tido como “marketing de emboscada” toda prática que tenta se aproveitar, pegando carona nas publicidades oficiais, para promover outras marcas não associadas. 

    Por isso, na hora de montar estratégias para alcançar seu público, através da Copa, lembre-se de não fazer menções diretas e não usar imagens oficiais. 

    Nessa hora, a criatividade e a inovação devem falar mais alto. Afinal, mesmo tendo um grupo seleto de patrocinadores oficiais, todas as marcas podem e devem aproveitar a época da Copa para alavancar seus nomes. 

    É um evento que só acontece a cada 4 anos e movimenta o mundo inteiro. Mais ainda, estamos falando, também, do Brasil, considerado o país do futebol. 

    Estratégias legais de marketing para sua marca 

    Fica absolutamente liberado utilizar as cores das bandeiras, criar produtos e campanhas que se associam ao futebol de modo geral, bem como, promoções e ações com influenciadores, que remetem ao clima da Copa, sem necessariamente citar as propriedades da FIFA.

    Como exemplo, a Yoki, criou uma campanha na qual o consumidor ganha um balde pipoca no formato de bola de futebol, com as cores da bandeira do Brasil, a cada compra de 4 pacotes de pipoca da marca. 

    Bacana, né?

    Ação de marketing da Yoki para a Copa do Mundo

    Álbum de figurinhas Panini

    Outro produto que já está agitando o mercado, é o tradicional álbum de figurinhas, mobilizando consumidores de todas as idades, desde crianças até colecionadores mais velhos. 

    Estandes para a famosa troca de figurinhas já estão espalhados aos montes nas cidades brasileiras, e certamente se você está lendo esta matéria, já pode ter esbarrado com alguém que está montando seu álbum, ou até mesmo você! 

    Um produto clássico da Panini, que sem dúvidas, faz parte do espírito de toda Copa do Mundo. 

    Álbum de figurinhas Panini

    Camisas da Seleção

    A venda das camisas da seleção brasileira também já está a todo vapor. 

    Segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o uniforme 2022 é “vibrante e arrojado” e tem como inspiração, a coragem e cultura de um povo que nunca desiste. 

    A Nike lançou campanha que anunciou a camisa com slogan “Nossa garra segue em frente”.

    Aqui, podemos sentir, também, um apelo às últimas derrotas e a já conhecida garra do brasileiro, sobretudo, no quesito futebol, de querer muito esse Hexa na prateleira. 

    A sua criação para este ano foi inspirada na “garra e beleza da onça, a camisa une todos os brasileiros”.

    Camisas da Seleção brasileira 2022

    Fortes tendências

    Como sempre, o marketing de influência se mostra como uma das grandes apostas para as campanhas e ações na Copa do Mundo 2022.

    Personalidades esportivas, influenciadores com nicho futebolístico como Luva de Pedreiro e Casimiro, certamente entram para a lista de relevância para aproximar produtos e serviços com os consumidores. 

    Influenciadores Casimiro e Luva de Pedreiro

    Na era atual, para além dos próprios jogadores, veremos a febre dos influenciadores produzindo e reproduzindo muito conteúdo em redes sociais.

    Fica, então, a prova de que quanto mais ativações as marcas fizerem, pensando no universo do futebol, maior será a chance de estarem em contato com seu potencial cliente. 

    Marcas que não interagirem com este segmento, certamente deixarão de aproveitar uma onda que só vem a cada 4 anos. 

    O mascote metaverso da Copa do Mundo no Qatar

    Quando o assunto é Copa do Mundo, o Mascote sempre é uma das principais atrações. Afinal, é responsável por representar, em sua identidade, o país anfitrião do evento.

    Nesta edição da Copa do Mundo 2022, o mascote foi apresentado em um formato novo, inovador e que chamou bastante atenção para a era moderna.

    O “mascote-verso”, como foi chamado, o mascote La’eeb foi criado e lançado em um especial da FIFA, na realidade alternativa do metaverso. 

    Mascote da Copa do Mundo 2022 – La’eeb

    Durante a sua apresentação na realidade virtual, foi possível acompanhar pelo “guia” La’eeb, explicações para a origem dos mascotes, do futebol e reviver os antigos personagens de outras edições, no passeio que ele conduz, no vídeo de apresentação. 

    Mascotes como o Fuleco, Ciao e o Povo Paul deram uma pontinha de aparições. 

    O desenho do mascote da edição da Copa no Qatar fala muito da cultura do país. Ele representa os tradicionais lenços usados pelos árabes e seu nome pode ser traduzido como “jogador super habilidoso”. 

    O vídeo de apresentação foi o que mais chamou atenção, confira abaixo!

    Apresentação oficial do Mascote La’eeb

    O consumo de conteúdo dos brasileiros na Copa do Mundo 2022

    As redes sociais estão tomando conta dos conteúdos relacionados a Copa do Mundo de 2022. 

    De acordo com dados de uma pesquisa realizada pela Globo, na Plataforma Gente, podemos notar que quando o assunto é se informar sobre a Copa, os brasileiros buscam atualizações em sites e portais esportivos (74%); noticiários esportivos (57%); redes sociais (49%); jogos ao vivo (44%).

    A pesquisa teve como objetivo identificar os comportamentos que o consumidor apresenta durante o evento, o que mostrou como a Copa consegue elevar os ânimos e engajamento do brasileiro.

    Os motivos para acompanhar a Copa pelas redes sociais variam. 70% dos entrevistados querem usar as redes como ferramenta para resumir os principais momentos.

    Já 69% desejam acompanhar os memes relacionados ao evento; 63% irão buscar nas redes sociais jogos que já ocorreram e 60% dos entrevistados dizem que as redes sociais servirão como agenda para guiar os dias e horários das partidas que desejam assistir.

    Isso nos mostra o grande legado que uma Copa do Mundo tem e o grande poder de impacto na população brasileira e global. 

    Visto que é um momento esperado, único, e que une as nações, sem dúvidas, não podemos esperar menos do que muito agito, conteúdos, memes, ações, ativações de marcas, e um mercado aquecido, antes, durante e depois de um dos maiores eventos do mundo!

    E você, também está animado para a Copa do Mundo no Qatar 2022?

    Se você é empresa ou produtor de conteúdo e quer fazer parte desses momentos, entre em contato conosco

    Nosso time é especializado em engajar marcas e pessoas, sobretudo em momentos memoráveis como uma Copa. 

  • O Rock in Rio é um dos maiores e mais influentes festivais de música do mundo, e as marcas estão presentes, ativando seus nomes e chamando atenção do público, durante os sete dias de evento.

    O marketing de influência é a grande sacada no Rock in Rio e tem tudo a ver com a criação de experiências e a conexão com os fãs em um nível bastante emocional. 

    Dos palcos das marcas às ativações interativas, as marcas estão encontrando novas e criativas maneiras de chegar às milhares de pessoas presentes, circulando pelos vários dias de festival.

    Por isso, com mais de 700.000 pessoas presentes, o Rock in Rio é, sem dúvidas, uma oportunidade privilegiada para as marcas se conectarem com seu público alvo.

    Neste artigo, vamos conversar sobre estratégias de business, ativação de marcas recheadas de inovação e tecnologia, dentro do Rock in Rio 2022, e como o marketing de influência está diretamente ligado a este tipo de evento.

    Confira!

    Foto: Divulgação

    Estratégias de marketing de influência no Rock in Rio

    De patrocínios a colocação de produtos, as marcas estão usando todas as ferramentas de marketing à sua disposição para colocar seus produtos na frente dos milhões de pessoas que participam do festival a cada ano.

    E dessa forma, o Marketing de Influência se mostra, mais uma vez, como a estratégia do momento para promover. 

    Assim, empresas dos mais diversos tamanhos e segmentos, estão se utilizando do evento para alavancar seus nomes e produtos para um grande público.

    A partir de ações com influenciadores, estudos levantaram que mais de 8 milhões de pessoas serão impactadas e poderão acompanhar o que já rolou e ainda vem no Rock in Rio 2022.

    Dentre as marcas, podemos ver Coca-Cola, Natura, Heineken, Doritos, TikTok, Americanas, Olla, dentre muitas outras. 

    A Natura, por exemplo, conta com uma equipe recheada de criadores de conteúdo com o foco na conversa sobre o tema principal, “Transborde Amazônia”

    Contando com influenciadores indígenas, como Isabelle Nogueira, a Natura também conta com outros grandes nomes, como Camila Pitanga, Taís Araújo, Linn da Quebrada, Leandra Leal e Sasha.

    Como as marcas estão aplicando o marketing de influência durante o Rock in Rio?

    As marcas estão aplicando o marketing de influência em grande escala no Rock in Rio. Isso significa que empresas contrataram influenciadores com um grande seguimento nas redes sociais para promover seus produtos e serviços. 

    Sendo assim, marcas e clientes se relacionam em um ambiente mais informal, quando pensamos no contexto de um festival. 

    Mais do que isso, festivais como o Rock in Rio estão elevando as expectativas referentes a ações que promovem cada vez mais, inovação e tecnologia. 

    Inovação e tecnologia no Rock in Rio

    Sem dúvidas, essa está sendo a edição com mais inovação que o Rock in Rio já teve. 

    Mais do que nunca, existe a necessidade de ultrapassar barreiras e passar a ser um evento não somente presencial, mas que leva muita experiência para quem vai acompanhar de casa.

    Parcerias com influenciadores são usadas como estratégias eficientes para que o evento alcance o maior número de pessoas possível, e dessa forma, estratégias e storytelling são contados. 

    A busca por experiências orgânicas é o que o consumidor moderno precisa, justamente pelo comportamento humano ter mudado muito e as novas gerações buscarem intencionalmente por algo.

    Tendo isso em vista é que se sabe que mais de 57% do público online, hoje em dia, consome apenas o que ele busca e o satisfaz, sendo estudo da WGSN – Cultura jovem 2022.

    Ou seja, o marketing de influência mostra a sua necessidade de estar presente, por conseguir levar essa verdade da publicidade ao público, aproximando as tribos dos contextos que elas realmente querem fazer parte.

    Metaverso e Realidade virtual no Rock in Rio

    Conteúdos vestidos de metaverso e realidade virtual ganham espaço, e aqui aproveitamos para falar sobre marcas e suas ativações nesse universo tecnológico e que nós, da Samy, tanto acreditamos. 

    A exemplo, o festival conta com a cobertura do avatar da influenciadora Sabrina Sato, com nome de Satiko, responsável por cobrir um dos patrocinadores do evento. 

    Sabrina e Satiko, foto: reprodução

    Já a Coca-Cola, junto com o Rock in Rio, está de cabeça no metaverso, unido ao jogo Fortnite

    No jogo, os gamers poderão entrar em uma ilha chamada Rock in Verse e poderão curtir o festival no ambiente virtual.

    Que o Rock in Rio é um dos maiores festivais do mundo, isso você já sabe. Agora, tenha certeza de que, além disso, esse ano estamos vivendo a edição mais inovadora de todas.

    Num contexto do retorno dos grandes eventos, e muita tecnologia inserida nas comunidades, a verdadeira visão de business do evento, se mantém e cada vez mais forte. 

    Roberto Medina, criador do festival, foca a sua intenção, junto às marcas que se aliam ao evento, de transformar (com sucesso) o Rock in Rio, numa das maiores estratégias de live marketing e branding experience já vistas. 

    Afinal, a grande sacada é transformar experiências em histórias memoráveis, nas quais os consumidores irão lembrar das marcas. 

    E desde 1985, data da primeira edição, tem dado certo. 

    Se você acredita no poder do marketing de influência em unir propósitos com inovação e tecnologia, conheça o time da Samy e entre para a nossa comunidade de influenciadores.

  • Nos últimos anos, a ascensão da influência digital teve um profundo impacto sobre os jovens. 

    Com o advento das mídias sociais e a proliferação de dispositivos móveis, os jovens estão agora mais conectados do que nunca. 

    Esta conexão constante com o mundo digital levou a uma série de mudanças na maneira como os jovens se comunicam, interagem uns com os outros e veem o mundo.

    Embora o impacto da tecnologia digital sobre os jovens tenha sido amplamente positivo, há alguns pontos negativos a serem considerados também. 

    Por isso, é importante estar ligado aos impactos que a influência digital pode causar nos jovens, sejam positivos ou negativos

    Afinal, são eles quem estão mudando o mundo! 

    Neste artigo, vamos conversar sobre as mudanças no comportamento dos indivíduos e a importância que todas essas rápidas mudanças trouxeram nos novos formatos de se viver.

    Confira!

    A importância das redes sociais

    As redes sociais se mostram cada vez mais importantes na vida dos jovens, seja a nível de desenvolvimento pessoal e até mesmo profissional.

    Elas estão presentes em quase todos os aspectos da vida das novas gerações, desde o entretenimento até a educação, provando que plataformas como Tik Tok, YouTube, Instagram e Twitter são excelentes escolhas, quando bem utilizadas.

    Os jovens estão em melhor posição do que muitos adultos para aproveitar as oportunidades que isso traz. 

    Isso porque eles estão usando as tecnologias para se engajar e fazer a diferença no mundo atual.

    Além disso, as redes sociais têm um enorme impacto na forma como os jovens se relacionam uns com os outros, o que é muito importante para analisar como estão se comportando as gerações atuais, comparadas a outras.

    Todo esse contexto, mostra, também, a grande variedade de conteúdos que são disponibilizados, diariamente, em todo o mundo, por esses indivíduos.

    O acesso à informação, ferramentas e tendências se mostra disponível para todos os momentos, na palma da mão. E vem mostrando como é viver no mundo moderno.

    Imagem Ilustrativa

    O impacto da tecnologia na vida dos jovens

    A tecnologia está mudando o mundo em que vivemos e os jovens estão no centro dessa mudança. 

    Eles são os principais usuários das novas tecnologias que estão transformando a forma como nos comunicamos, nos relacionamos e aprendemos.

    Nem tudo é tão positivo assim

    A mídia digital tem tido uma série de impactos positivos sobre a juventude. Por exemplo, ela lhes proporciona acesso instantâneo a uma grande quantidade de informações e lhes permite se conectar com outras pessoas ao redor do mundo. 

    Entretanto, há também um lado negativo nessa constante conectividade. 

    Muitos especialistas acreditam que muito tempo de tela pode levar ao isolamento social, ansiedade e depressão.

    Com tanta coisa boa, há também um lado ruim. 

    Outros estudos mostraram que metade dos jovens e crianças estão estressados e apreensivos com as notícias. 

    Mais ainda, esses mesmos jovens ainda não têm idade suficiente para entender o contexto em que as notícias estão inseridas e isso faz com que se sintam desprotegidos.

    Impactos positivos vs Impactos negativos

    A influência digital é reflexo dos pais da geração Z

    Seja na busca por um emprego, pelo apoio para uma decisão ou até mesmo pelo estímulo a se engajarem em atividades voluntárias, as gerações mais jovens estão, cada vez mais, buscando influência digital. 

    E isso não é nenhuma surpresa. 

    Desde que seus próprios pais começaram a se conectar nas redes sociais, seja para interagir com amigos e conhecidos ou para manter contato com os filhos, os jovens já estavam vendo como seus pais tinham uma grande influência digital. 

    Agora, estamos vendo jovens que cresceram nessas redes começando a mostrar sua própria influência digital. E isso tem grande impacto!

    Os pais da Geração Z começaram a usar as redes sociais e, em especial, o Facebook, para se engajarem em causas, promover ações e compartilhar de suas opiniões e momentos da vida pessoal.

    Então, é normal assistirmos as gerações atuais indo pelo mesmo viés, de forma muito mais moderna, sobretudo quando se voltam para o lado profissional. 

    Basta notarmos, também, a quantidade de novas profissões que têm surgido, devido ao grande avanço tecnológico e comportamental das pessoas

    Com seus telefones voltados principalmente a aplicativos de mídia social e plataformas de streaming, sem dúvidas suas vidas já são influenciadas principalmente pelo que veem em suas telas. 

    Imagem ilustrativa

    O marketing de influência é a grande sacada do milênio

    O marketing de influência é considerado como uma das principais estratégias para impactar os millennials e a geração Z, as duas gerações mais presentes no digital. 

    Diante dessa leva de gerações já acostumadas com o mundo virtual, a relação dos consumidores com as marcas sofreu muitas alterações e continuará passando por diversas mudanças. 

    Atualmente, os influenciadores digitais são os que movem e agitam estas mudanças. E eles são altamente respeitados, devido a grande autoridade que ganharam no mercado.

    E é por isso que as marcas que desejam fazer parte da conversa querem estar próximas a eles.

    Estudos mostram que cerca de 75% das novas gerações, sobretudo a Geração Z consideram a marca como uma parte do influenciador digital que admiram. 

    Para as empresas, isso representa uma grande oportunidade de impactar esses consumidores.

    Afinal, isso mostra o grande poder de impacto na decisão de compra dos consumidores, que os influenciadores conseguem exercer. 

    Imagem Ilustrativa

    A influência digital transformou o mundo

    A essa altura, fica claro que a forma como consumimos informações também mudou drasticamente. 

    As redes sociais como o TikTok , o Instagram, o Facebook, o Tumblr, o Twitter e o YouTube permitem que milhões de pessoas em todo o mundo divulguem seu conteúdo digital a todo instante.

    Esses canais de comunicação são extremamente influentes e são utilizados ​para transmitir mensagens étnicas, culturais, religiosas e políticas.

    Ou seja, redes sociais são capazes de ditar comportamentos, tendências de consumo, opiniões e abrir espaço para novas ideias. 

    E é exatamente isso que está acontecendo agora: milhões de jovens estão publicando seu conteúdo digital em canais de grande audiência e, com isso, estão afetando o mundo real.

    De acordo com estudos, 64% dos jovens de 18 a 34 anos usaram influenciadores das mídias sociais como fonte para conhecer marcas ou produtos. 

    Mais ainda, 48% dos jovens haviam comprado algo sujeito a recomendações e postagens compartilhadas pelos criadores de conteúdo. 

    E apenas 10% disseram que nunca foram influenciados por alguém que fale de uma empresa ou mesmo de um produto específico.

    Imagem ilustrativa

    Enxergamos aqui, um caminho sem volta. Estamos vivendo uma nova era e ela é cibernética. 

    Se você é uma marca ou um influenciador, junte-se ao nosso time de especialistas em Marketing de Influência e não perca a oportunidade de estar inserido na melhor comunidade de creators do mundo.

  • Se você está no TikTok, Instagram ou Youtube, com certeza já se deparou com a abreviação GRWM. Que, em livre tradução, significa, Arrume-se Comigo.

    Mas caso você ainda não tenha sido pego por essa nova onda de se inspirar, quando o assunto é moda e como torná-la mais fácil, não se preocupe!

    Neste artigo, vamos conversar sobre essa febre que tomou conta da principal rede social da era contemporânea, o TikTok, e mais uma de suas várias abreviações para diferentes nichos. Sendo aqui, o GRWM!

    Confira!

    O que é o GRWM?

    O “Get Ready With Me” ou “Arrume-se Comigo” é uma trend que surgiu no TikTok, para mostrar como criadores de conteúdo e entusiastas da moda, se arrumam no dia a dia. 

    O conteúdo tem esse nome justamente porque fala sobre a individualidade de cada criador de conteúdo.

    Eles conseguem inovar sobre as formas de se vestir para determinadas ocasiões e como conseguir fazer isso se inspirando em marcas famosas, de maneira prática. 

    E de modo geral, esse é o grande intuito da trend. Gerar novos formatos de conteúdo voltados para o universo fashion. 

    Diante disso, a partir da trend GRWM, notamos que marcas passaram a seguir a trend e fazer parcerias com os influenciadores adeptos da moda, no TikTok e Instagram. 

    Isso mostra que o “Arrume-se Comigo” abriu caminhos não só para que influenciadores pudessem ser notados, mas para que marcas acompanhassem o “hype” da tendência, com o intuito de aparecer nos espaços onde estão seus clientes potenciais. 

    Boa parte desse público faz parte da Geração Z, a nova era dos jovens cibernéticos, que estão dominando os espaços virtuais e distribuindo, diariamente, conteúdos e tendências. 

    Não somente o GRWM, mas também podemos notar outras tendências de moda, no TikTok. 

    Como é o caso do Fahion TikTok, que pode ser entendido como a grande categoria de moda da plataforma.

    Imagem ilustrativa

    Como o Arrume-se Comigo democratiza a moda 

    Sendo assim, a febre do Arrume-se Comigo é parte do Fashion TikTok e uma nova forma de se inspirar através da rede social. 

    E isso abre caminhos para que o conteúdo, dicas e informações, antes disponíveis apenas para grupos seletos e clientes das grandes grifes, possam ser disseminados, de maneira divertida e interativa, para qualquer pessoa que acessar a rede social. 

    Este cenário prova que a moda, nas mãos desses criadores de conteúdo passa a ser algo democrático e acessível. 

    Pois a partir da influência que esses creators geram nos seus públicos, vemos uma total disponibilidade para quem deseja estar atento ao que está na moda, no momento. 

    Mais ainda, os looks desejados se tornaram possíveis aos clientes, a partir de processos vindos de benchmarking, que marcas mais acessíveis ao público e muita parceria com grandes nomes, fizeram. 

    Vestir o que as celebridades vestem, portanto, deixou de ser algo inalcançável.

    Esse impacto é de merecimento aos influenciadores que criam conteúdos para disseminar moda, de maneira democrática, quebrando tabus e inovando com novas tendências. 

    Imagem ilustrativa

    GRWM é novo formato de inspiração

    Dentro dessa trend, existe uma imensa variedade de estilos e tipos visuais, que são mostrados em vídeos, pelos influenciadores. 

    E se você é alguém que costuma ter dificuldade em montar seu próprio look para sair, a tendência te entrega vídeos com pessoas diversas, te conduzindo nesse processo e para qual ocasião estão se arrumando. 

    Portanto, o GRWM viralizou globalmente, dentro do TikTok e em outras redes sociais, justamente por possibilitar um novo formato para as pessoas se inspirarem. 

    Nós da Samy, somos adeptos de toda essa diversidade de conteúdos, e por isso, estamos sempre em busca de parceiros, influenciadores e criadores de conteúdo ideais para cada nicho, inclusive o da moda.

    Faça parte do nosso time de influenciadores, dentro da nossa comunidade ShineBuzz e não perca a oportunidade de se conectar com pessoas do mundo todo, que estão buscando propósitos parecidos com os seus.