O que é Metaverso e o que você precisa para entrar nele (Outubro 2022)

Data: outubro 18, 2022

Categoria: Tecnologia

Atualmente, é fundamental entender o que é Metaverso. O assunto, ainda visto como promessa de um futuro não tão distante é, sem dúvidas, uma das pautas mais polêmicas, especuladas, faladas e investidas dos últimos anos. 

A sua importância e o impacto que promete trazer para a sociedade, num âmbito virtual, é tão grande que até mesmo o Facebook já passou a se chamar “Meta”. 

Por isso, entender o que significa esse universo e todos os impactos que podem gerar na vida das pessoas, em comunidade, é de suma importância, sobretudo, se você é alguém conectado e interessado por tecnologia. 

Neste artigo, vamos conversar sobre o que é o Metaverso, suas origens e o que você precisa saber para poder acessá-lo, atualmente.

Confira!

O que é Metaverso. Foto: reprodução
O que é Metaverso. Foto: reprodução

O que é Metaverso

O metaverso é uma representação do universo digital, que pode incluir tudo, desde a World Wide Web até os mundos virtuais criados por computador. 

Algumas pessoas também o consideram como uma evolução do universo virtual, onde as pessoas não apenas interagem com avatares, mas também podem criar seus próprios mundos.

Dessa forma, tal mundo virtual foi criado por uma rede de computadores distribuídos pelo mundo. Ele foi criado como um lugar para que as pessoas possam se reunir e interagir, assim como na vida real. 

No entanto, a diferença é que no Metaverso, você pode ser qualquer coisa que quiser: um super-herói, um monstro, um príncipe ou até mesmo um deus.

A utopia futurista propõe unir o mundo real e o virtual. E seu tamanho impacto permitiu sair dos livros de ficção científica até chegar na mesa de grandes investidores e empresas. 

Mas afinal, qual a sua origem?

Sabendo o que é Metaverso, afinal, qual a sua origem?

A origem do Metaverso não é mérito somente de uma pessoa. O conceito do metaverso apareceu, pela primeira vez, em 1992 com o escritor norte-americano Neal Stephenson. 

Em sua criação Snow Crash, Stephenson o descreve como uma espécie de espaço virtual coletivo compatível e convergente com a realidade. 

E que seria necessário o uso de óculos, disponíveis no mundo real, para acessar esse outro mundo virtual. 

Ali, também nascia a ideia de avatares no mundo virtual e sua capacidade em se movimentar e viver tal como na realidade, de maneira mais liberta, com cada avatar se colocando como as pessoas, na vida real, gostariam de ser, nesse universo virtual. 

Além de Stephenson, tal conceito também se refere ao cientista da computação e futurista Ray Kurzweil. 

Ele descreve um ambiente de computação em nuvem totalmente imersivo, onde as pessoas podem se comunicar e interagir como se estivessem em um mundo real. 

Kurzweil acredita que o Metaverso será criado a partir da combinação de Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (VR), permitindo que as pessoas explorem um mundo totalmente digital.

Em 2005, quando lançou seu livro The Singularity is Near, Kurzweil explana exatamente muito do que já estamos experienciando hoje, em termos de inteligência artificial e o metaverso, quando abordou acreditar na extensão humana a partir desses artifícios.

A origem do Metaverso. Foto ilustração: Reprodução
A origem do Metaverso. Foto ilustração: Reprodução

O que você precisa para entrar no Metaverso

Através de aplicativos como o Mozilla Hubs, você consegue entrar no Metaverso, acessando pelo celular ou tablet. 

Ainda que a experiência seja limitada, garanta que você tenha acesso estável à internet, processadores potentes e os equipamentos necessários para adentrar no universo virtual. 

Atualmente, são precisos alguns equipamentos específicos para entrar no Metaverso, e também, ativos digitais. 

Os principais entre eles são:

Óculos de realidade virtual

Para poder experimentar e interagir com o que o Metaverso dispõe, é necessário ter os óculos específicos para esse fim. 

Óculos de Realidade Virtual. Foto ilustração: reprodução.
Óculos de Realidade Virtual. Foto ilustração: reprodução.

Joysticks

Joysticks são espécies de controles remotos que, juntos ao óculos de realidade virtual, compõe um combo para que a experiência seja mais completa. 

Isso visto que, manualmente, você consegue controlar movimentos através de realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR).

O que é Metaverso? Joystick é uma das ferramentas para entrar no universo. Foto ilustração: reprodução.
Joystick. Foto ilustração: reprodução.

Criptomoedas

As criptomoedas são as maneiras que você encontra para monetizar suas ações dentro do Metaverso. A partir dela, você consegue adquirir itens e serviços disponíveis. 

Cada game e universo possui a sua própria moeda e funciona com uma carteira compatível.

O que é Metaverso? Criptomoedas como meio para entrar no universo. Imagem ilustração: reprodução
Criptomoedas. Imagem ilustração: reprodução

NFTs 

Os “tokens não fungíveis”, ou NFTs, também são um modelo de criptoativo.

Diferente das criptomoedas, os NFTs são considerados itens únicos e não podem ser substituídos. 

Ou seja, representam objetos colecionáveis dentro do Metaverso e funcionam como uma espécie de certificado digital para garantir que você é o dono e detém os direitos sobre aquele bem.

NFTs. Imagem ilustrativa: reprodução.
NFTs. Imagem ilustrativa: reprodução.

Diante disso, é importante estar ligado nessa nova era cibernética, que promete mudar o comportamento humano e os formatos de interação, aliados às novas tecnologias e realidades virtuais. 

Para fazer parte de um time de especialistas em ser earlier adopters nas novas tecnologias e estar sempre por dentro das novidades do mercado do Marketing de Influência, que está cada vez mais por dentro do metaverso, entre para a nossa comunidade, caso você seja um creator ou, fale com o nosso time, caso você seja uma empresa que busca alinhar seus propósitos de marca aos novos cenários. 

Videocast: entenda o formato de comunicação que está dominando a mídia

Videocast: entenda o formato de comunicação que está dominando a mídia

Data: novembro 28, 2022

Videocast é um formato de comunicação que está ganhando cada vez mais espaço nas plataformas digitais, sobretudo pela sua forte influência do podcast. A principal vantagem desse tipo de conteúdo é a sua versatilidade: ele pode ser usado para apresentar um produto, contar uma história, fazer um tutorial ou até mesmo para entrevistar um especialista. No entanto, para criar um videocast de qualidade, é preciso seguir algumas práticas que levam a criação de bons conteúdos neste formato. Neste post, vamos falar sobre o conceito do videocast, suas diferenças entre o podcast e como produzir um bom videocast para a sua

Brazilcore: entenda a tendência que explodiu no TikTok

Brazilcore: entenda a tendência que explodiu no TikTok 

Data: novembro 18, 2022

A tendência Brazilcore explodiu no Brasil e no mundo, através do TikTok, outras redes sociais, influenciadores e muito da influência “gringa” nos conteúdos de moda. O Brazilcore é mais um exemplo de tendência que ganhou ascensão rapidamente, como o “GRWM”, devido a força do TikTok e seus criadores de conteúdo. Todo esse impacto da tendência Brazilcore, acabou coincidindo também, com a Copa do Mundo 2022, que está sendo super explorada no momento, pelas influenciadoras digitais fashionistas.  Por isso, o verde, amarelo e azul voltaram para renovar o símbolo da bandeira brasileira, sendo destaque após famosos nacionais e internacionais lançarem a

Reality show no Brasil: por que os brasileiros amam acompanhar

Reality show no Brasil: por que os brasileiros amam acompanhar

Data: novembro 3, 2022

Que os brasileiros amam um reality show a gente não tem dúvidas, mas afinal, o que os levam a se tornarem verdadeiros fãs dos programas e dos personagens que fazem parte das edições? Produções audiovisuais, sejam elas inspiradas na vida real ou ficção, desembarcaram no Brasil ainda nos anos 2000, quando assistimos as primeiras edições do Big Brother Brasil e da Casa dos Artistas, na televisão aberta.  Com a avalanche que a internet trouxe na mudança de hábitos e comportamentos da sociedade, sobretudo no Brasil, os Realities Shows passaram a ganhar mais força, com novos formatos e dinâmicas. Se importando