O Podcast: Porquê considerá-lo e como utilizá-lo no marketing

podcast and marketing

Podcast and Marketing

O Podcast chegou para ficar. Cada vez mais adotado por figuras conhecidas e meios de comunicação profissional, este tipo de conteúdo está a chegar a indivíduos anónimos, grandes marcas e agências que procuram gerar engagement de uma forma não invasiva e qualitativa. 

Quem disse que a rádio era um meio em perigo de extinção? Como outros, o formato apenas de áudio evoluiu, transformando-se e adaptando-se às novas necessidades do utilizador. De acordo com estudo realizado pela plataforma especializada Discovery Pods, 82,4% dos fãs de podcast ouvem mais de sete horas por semana e 59% afirmam passar mais tempo a ouvir podcasts do que nas redes sociais.

Um podcast pode acompanhar o utilizador durante uma viagem, seja para o trabalho ou para o outro lado do mundo, enquanto trabalha ou realiza algum tipo de trabalho, ou simplesmente no seu tempo livre. E isso também é útil para as marcas, principalmente por se tratar de um conteúdo que é procurado e consumido com um grau de interesse muito elevado, algo escasso na era da economia da atenção e das telas duplas.

Seja criando um podcast como branded content ou simplesmente anunciando num, as empresas podem beneficiar dessa tendência em crescimento. Além do mais, 55,6% dos entrevistados afirmam ter comprado um produto depois de ouvir sobre ele num podcast.

Pode-se encontrar este tipo de conteúdo em múltiplas plataformas, com destaque para Spotify e Audible (Amazon), em formatos pagos, freemium ou gratuitos. Todos eles oferecem conteúdos sobre todo o tipo de temas, criando a possibilidade de atingir alvos mais gerais ou específicos.

Segundo dados do Statista, em 2019, os 5 podcasts com maior receita foram internacionais: The Joe Rogan Experience, apresentado pelo próprio Joe Rogan, comediante e ex-atleta, My Favorite Murder, pertencente ao popular tema True Crime, The Dave Ramsey Show, um Morning Daily Show, Armchair Expert, apresentado pelo ator Dax Shepard, um talk show com um toque cômico, e The Bill Simmons Podcast, com conteúdo focado no basquete.

Coffee break and podcast

Coffee break and podcast

Porque é importante considerar a existência de Podcasts para criar uma estratégia de marketing digital?

Os podcasts são considerados, de acordo com um estudo da Comscore, a forma menos intrusiva de publicidade digital. Além disso, têm a capacidade de criar um maior senso de intimidade entre o apresentador e o ouvinte, e essa intimidade gera um sentimento de confiança.

Aproximadamente 80% dos ouvintes reagiram ao ouvir anúncios apresentados pelo apresentador de um podcast, seja pesquisando um produto ou serviço, conectando-se a uma marca nas redes sociais, comentando sobre ela com um amigo ou fazendo uma compra.

Os ouvintes também são mais receptivos ao ouvir podcasts porque esse tipo de conteúdo chama a atenção de uma forma que outros media não conseguem.

Como observamos anteriormente, a maioria dos consumidores reproduz podcasts em segundo plano enquanto realizam várias tarefas, mas ainda assim absorve a informação. “60% do nosso público diz que sintoniza os podcasts para treinar”, relata o Spotify, “e dois em cada três ouvintes do podcast dão-lhe atenção total”.

Diferentes formas de fazer publicidade num podcast:

  • Pre-Roll: é o anúncio que surge no início de um programa, geralmente é anunciado pelo próprio apresentador ou por outra voz e dá a conhecer que o referido episódio ou podcast é patrocinado por uma marca específica.
  • Mid-Roll: Após a primeira metade do programa, aproximadamente, há um intervalo em que os apresentadores fazem os anúncios, fazem uma pausa, ou simplesmente reservam um momento para agradecer aos patrocinadores pela colaboração com o podcast.
  • Post-Roll: no final do episódio, ou no final de cada episódio se for sempre o mesmo patrocinador, durante a despedida aproveita-se para agradecer ao patrocinador pelo apoio.

Esta não é a única maneira de criar anúncios e patrocínios em um podcast. Existem vários estilos diferentes de anúncios, entre os quais destacam-se:

  • Os anúncios narrados pelo apresentador do podcast: quando os próprios apresentadores do podcast e / ou colaboradores habituais são os responsáveis ​​pelo anúncio, gera-se um sentimento de credibilidade e confiança.

Esses tipos de anúncios estão próximos do “shout out” ou do apoio próprio de uma figura pública a uma marca. Eles podem ser roteirizados ou totalmente improvisados ​​pelo apresentador e seguem sempre naturalmente a dinâmica do podcast.

  • Anúncios híbridos ou produzidos: este tipo de anúncios são introduzidos como uma cunha dentro do programa e muitas vezes são fornecidos com antecedência. Eles tendem a chamar a atenção quando acompanhados por música ou efeitos sonoros e porque geralmente são narrados por uma voz diferente da/do apresentador/apresentadores.
  • Branded Podcasts: Hoje, a melhor forma de gerar conteúdo em várias plataformas é através de conteúdo patrocinado. Uma marca própria, sem ser invasiva, que gere conteúdos interessantes ou que seja gerada com a desculpa de ser patrocinada, é um sucesso, desde que um anúncio não seja forçado ao público e seja um conteúdo interessante independentemente de ser patrocinado ou não.

Esse tipo de patrocínio vai além de um simples agradecimento dos apresentadores. A marca pode ser a criadora, sendo os seus colaboradores pertencentes ou simplesmente integrando o conteúdo nas suas outras redes ou domínios, mostrando claramente, graças também ao estilo, que são donos da mesma.

Nós podemos ajudá-lo

Hoje existem muitos tipos de publicidade nativa, conteúdo patrocinado e elementos de marketing digital adaptados a diferentes redes sociais, atingindo públicos de forma menos intrusiva, mais orgânica e honesta.

Na Samy somos especialistas em soluções 360 para a sua marca. Se tiver alguma dúvida ou curiosidade sobre como podemos ajudá-lo, não hesite em contatar-nos.

Spark Ads on TikToklos aros olímpicos