Reality show no Brasil: por que os brasileiros amam acompanhar

Data: novembro 3, 2022

Que os brasileiros amam um reality show a gente não tem dúvidas, mas afinal, o que os levam a se tornarem verdadeiros fãs dos programas e dos personagens que fazem parte das edições?

Produções audiovisuais, sejam elas inspiradas na vida real ou ficção, desembarcaram no Brasil ainda nos anos 2000, quando assistimos as primeiras edições do Big Brother Brasil e da Casa dos Artistas, na televisão aberta. 

Com a avalanche que a internet trouxe na mudança de hábitos e comportamentos da sociedade, sobretudo no Brasil, os Realities Shows passaram a ganhar mais força, com novos formatos e dinâmicas.

Se importando não somente com quem estaria dentro dos confinamentos, mas, também, com os temas sociais que esses cenários passaram a levantar ao público brasileiro, sempre se posicionando diante do que assistem. 

Neste artigo, vamos conversar sobre o impacto do reality show no cotidiano do brasileiro e como os números comprovam que, sim, é um dos tipos de programas mais “queridinhos” do país e sua marca deve surfar essa onda.

Confira!

Reality show: espectadora assistindo
Reality show: espectadora assistindo

Reality Show gera identificação com espectador

Ao longo dos anos, os reality shows foram ganhando popularidade e caindo cada vez mais no gosto do brasileiro. 

Toda essa interação pode ser entendida pelo comportamento humano de se importar em como as pessoas que estão no programa irão se comportar diante das mais diversas situações, com outros integrantes das casas. 

Realities shows como o Big Brother Brasil mostram grupos de diferentes pessoas, convivendo todos os dias, durante alguns meses. 

Logo, isso traz à tona diversas pautas, ao expor o convívio direto e intenso entre os participantes. 

O público acompanha pois se identifica com os mais variados “personagens” do programa e sempre conseguimos notar parcelas de pessoas que torcem mais para alguns do que para outros. 

Essa identificação do público com as pessoas que participam deste tipo de programa é um dos pontos focais do porque o brasileiro adora um reality show. 

Estudos mostram que os espectadores de reality shows desenvolvem sentimentos como empatia pelos integrantes e isso se dá por se reconhecerem nas escolhas e ações de quem está dentro da casa. 

Mais ainda, os realities levam vantagem em cima de programas de ficção justamente por se tratar de pessoas reais, em situações reais, ainda que muitos participantes acabem por interpretar algum personagem, previamente planejado por equipes de marketing.

E assim, naturalmente, o público consegue sentir e se enxergar nas situações que assistem e pensar em como poderia ser se fosse nós nas mesmas situações.

Reality show: Big Brother Brasil está entre os prediletos da audiência brasileira
Reality show: Big Brother Brasil está entre os prediletos da audiência brasileira

Públicos brasileiros de reality show

Em estudo realizado pela Mind Miners, que entrevistou 1.000 pessoas de todos os gêneros, mostra que reality shows são acompanhados por cerca de 55% do público brasileiro. Um número bastante relevante, não é mesmo?

Tal porcentagem se divide entre diversas faixas etárias, provando que são programas extremamente plurais e do agrado de todos. 

A geração millennials são os mais assíduos aos programas de entretenimento como reality show. 61% das pessoas desse grupo assistem tal tipo de programa. 

Em segundo lugar observamos os baby boomers, que ficam com uma parcela de 56% fãs de realities. 

A geração X contempla uma média de 50% do seu grupo e a geração Z 49%.

E os motivos que os levam à assistir este tipo de conteúdo são dos mais variados, passando por causas como: 

  • Assistir para passar o tempo: 60%
  • Assistir para se divertir: 56%
  • Assistir para observar o comportamento humano: 36%
  • Assistir para se manter atualizado sobre o assunto: 19%
  • Assistir para aprender algo: 15% 

Reality show é vitrine para marcas

Se no começo da era dos realities, eles não passavam de programas fúteis, atualmente surgem como verdadeiros canais para discutir pautas importantes na sociedade. 

O Big Brother Brasil já se mostrou como um reality show que trouxe participantes acusados dos mais diversos pontos, como racismo, xenofobia e machismo. 

E é na rede social onde o debate esquenta, tomado pelo público que assiste ao programa. 

Em épocas de reality show, ainda que você não assista, é praticamente impossível não ouvir falar sobre o que mais está sendo comentado na casa, no momento. 

Diante das diversas formas que o público já se posicionou sobre reality shows, a participação de influenciadores passou a ser mais uma estratégia.

Tal cenário também passou a ser propício para marcas que investiram seus produtos dentro dos programas, também utilizando da fama dos influenciadores participantes. 

Manu Gavassi: influenciadora e participante do BBB20
Manu Gavassi: influenciadora e participante do BBB20

Estudos comprovam que 42% dos espectadores brasileiros conheceram alguma marca ou produto por meio de um reality show. 

E também que 32% da audiência disse aumentar o interesse após ter visto um produto no programa.

Portanto, isso mostra que existem muitas possibilidades para uma marca aumentar a sua visibilidade dentro de um real. 

Durante o programa e após, com o sucesso que os participantes e influenciadores passam a fazer.

Conheça nossa comunidade exclusiva de influenciadores e criadores de conteúdo, faça parte e se engaje com um meio que está sempre antenado sobre assuntos em alta, como reality shows.

Videocast: entenda o formato de comunicação que está dominando a mídia

Videocast: entenda o formato de comunicação que está dominando a mídia

Data: novembro 28, 2022

Videocast é um formato de comunicação que está ganhando cada vez mais espaço nas plataformas digitais, sobretudo pela sua forte influência do podcast. A principal vantagem desse tipo de conteúdo é a sua versatilidade: ele pode ser usado para apresentar um produto, contar uma história, fazer um tutorial ou até mesmo para entrevistar um especialista. No entanto, para criar um videocast de qualidade, é preciso seguir algumas práticas que levam a criação de bons conteúdos neste formato. Neste post, vamos falar sobre o conceito do videocast, suas diferenças entre o podcast e como produzir um bom videocast para a sua

Brazilcore: entenda a tendência que explodiu no TikTok

Brazilcore: entenda a tendência que explodiu no TikTok 

Data: novembro 18, 2022

A tendência Brazilcore explodiu no Brasil e no mundo, através do TikTok, outras redes sociais, influenciadores e muito da influência “gringa” nos conteúdos de moda. O Brazilcore é mais um exemplo de tendência que ganhou ascensão rapidamente, como o “GRWM”, devido a força do TikTok e seus criadores de conteúdo. Todo esse impacto da tendência Brazilcore, acabou coincidindo também, com a Copa do Mundo 2022, que está sendo super explorada no momento, pelas influenciadoras digitais fashionistas.  Por isso, o verde, amarelo e azul voltaram para renovar o símbolo da bandeira brasileira, sendo destaque após famosos nacionais e internacionais lançarem a

Black Friday 2022: confira os impactos que a Copa do Mundo traz para a data

Black Friday 2022: confira os impactos que a Copa do Mundo traz para a data

Data: outubro 28, 2022

A Black Friday 2022, sem dúvidas, será uma das mais marcantes da história da data, por coincidir com o maior evento futebolístico da história, a Copa do Mundo.  O mercado está mais aquecido do que nunca, e tamanha coincidência que traz à tona as diversas possibilidades e também adversidades que os CMOs e varejistas já estão tendo que lidar. Ainda assim, a Black Friday é uma das datas mais esperadas pelos consumidores brasileiros.  É a oportunidade perfeita para fazer aquelas compras que ficaram pendentes ao longo do ano ou ainda para presentear familiares e amigos.  Mais ainda, a data não